segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Enfim... apareci


Pois é... depois de um longo período em silêncio, voltei pra matar a saudade do blog. Da putinha não, pois nos vemos todos os dias e sempre que dá nos pegamos ainda. Postei pela última vez em 10 de setembro/2008. Se passaram quase dois meses e tanta coisa aconteceu nesse período. Eu e a putinha enfrentamos certas dificuldades. Não por ela. Mas por mim. Temos algumas particularidades que infelizmente nos atrapalham bastante. Existem pelo menos 4 motivos sérios e complicados que sempre insistem em nos lembrar que não devia ser do jeito que é, ou que está sendo. Mas percebo que o "problema" é mais comum do que imaginávamos. Mesmo entre os blogueiros, já percebi pelo menos uns 4 ou 5 que vivem situações muito parecidas com a nossa. Na verdade resolvemos até dar um tempo devido à algumas complicações que surgiram. Mas como parar com algo que você gosta, que é extremamente prazeroso, que te estimula, que te faz sentir vivo e porque nao dizer mais jovem? (no meu caso. rsrs). Sem falar que se nos desentendemos hoje, amanhã estamos de novo frente-a-frente. Isso acontece todos os dias, já que somos colegas de trabalho e contatos também de MSN. Quem tem MSN sabe como esse programinha é traiçoeiro (leia-se abençoado). Fico a pensar na quantidade de sacanagem que flui pelos dedos de milhões de pessoas pelo mundo inteiro através das palavras e imagens que esse programa proporciona. Como diria minha avó se tivesse viva: "coisa do fim dos tempos". Bem... se é coisa dos fim dos tempos eu não sei, mas ja combinei muita coisa boa por lá. Acho que os melhores boquetes que já ganhei foram combinados pelos dedinhos no msn e consagrados pela boca maravilhosa da Putinha minutos depois. O que pega realmente são os riscos de tamanha ousadia. Dia desses só não fomos pegos porque quem nos abordou teve a decencia de bater na porta antes. A cena seria um tanto deprimente, pra nós é claro e vibrante pra quem estava chegando. Eu de pau na mão e a Putinha de quatro oferecendo o rabinho pra mim. Vixe!!! Melhor nem lembrar. Sinto até calafrios. Aliás... sentimos. Mas os boquetes... esses são dificeis de parar. Ela pegou jeito pela coisa. Adora fazer e eu receber... fazer  o que??? Mas eu também amo de paixão retribuir os "favores" dela, porém, pra você que é mulher e trabalha de calça, deve entender perfeitamente o que eu quero dizer com esse "porém". 

Bem... ja deu pra sentir que mesmo sumindo do blog, mesmo com algumas tristezas as coisas ainda continuam a acontecer. De novo to devendo um trato como aquele que ela recebeu em um dos post anteriores. Mas é questão de tempo (que não temos. rsrs). Ela tá subindo nas paredes. E tem dia que passamos pulsando partes do corpo o dia inteiro em nossas intermináveis conversas. Se é que vocês me entendem. Aguardem...

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Meu Coração...


Hoje eu acordei em plena tristeza e confesso que meu coração doe, doe muito, pois não queria que as coisas chegassem a ponto que está. Semana passada eu muito triste, com vontade de ter alguém ao menos para abraçar e dizer o que estava sentido e me ajudar no que devo fazer de como agir, pois além de triste, tinha que disfarçar que estava bem e sem com quem me abrir, desabar. Bom daí dá para saber que o tempo todo estava no meu desabafo reprimido e para mim a melhor hora do dia é quando ia dormir, pois ali deitada sozinha não precisava esconder nada de ninguém e chorar sem que ter que medir lágrimas.
Viajei, tive um final de semana maravilhoso, o qual descansei, divertir, coloquei minha cabeça no lugar e resolvir cuidar de mim, ter uma vida diferente, já que estava extremamente magoada. Mas isso era uma hipótese, porque na realidade queria mesmo é ver meu putinho e não tinha nada que não via na viagem que não lembrava dele. E também doida para ficar com ele.
Na terça, bem comigo com um ótimo astral comecei a brincar com meu puto e ele também já tinha feito umas brincadeiras e por mais raiva que esteja, ELE eu não consigo tratar mal. Ficamos na terça e foi maravilhoso, penso que foi a melhor degustação que tivemos, uma delícia e quando cheguei em casa só pensava nele. Em seguida na Quarta ficamos novamente e não precisa nem dizer que foi ótimo.
Bom, fomos embora e pedir para me deixar na casa de uma amiga, fomos conversando até lá, dizendo umas coisas bonitinhas e por ai vai, até que no final disse algo que não deveria ter falado, (esta história é muito complicada). Sei que ele não ficou bem e sei também que não está bem comigo, embora está me tratando muito bem.
Acordei com uma aperto no peito, uma hora antes de que tenho o hábito de acordar e pensei em tudo, como se passasse um filme na minha mente, chorei pois fiz algo errado sem saber que é o errado que estava fazendo. Sabe é horrível você gostar e ter um carinho com a pessoa e ela começar a ser indiferente, porque sei que está.
Queria que cada dia passasse dentro de uma hora para que está dor no peito também voasse. Porque sem que isso passa com o tempo e hoje estou triste e sozinha.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Reflexão...

Hoje eu poderia escrever alguma coisa, ou até mesmo relatar algo, mas preferir ler e este texto do William Shakespeare gosto muito, já que não estou com inspiração para postar, colocar palavras em sentimentos, pode ser que o texto não fique agradável ao ler.
"Com o tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se e, que companhia nem sempre significa segurança. Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes, não são promessas.E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos e, o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o Sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, alguma pessoas simplesmente não se importam... E aceita que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que leva-se anos para construir confiança e segundos para destruí-la e, que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distância. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem da vida. E bons amigos são a família que nos permitiu escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada e, terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso, sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser e, que o tempo é curto.
Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão e, que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados. Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute quando você cai, é uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem a ver com os tipos de experiência que se teve e o que aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais de seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mais isso não te dá o direito ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que quer que ame, não significa que esse alguém não ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não para para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que se possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte e, que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida.

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

sábado, 27 de setembro de 2008

Desculpas




Quero pedir desculpa a Afrodite e Cansei de Xuxu por nos presentiar com os selinhos e por eu ficar em falta com o blog por um tempo, não agradecemos como deve de ser...
Obrigada por sempre esta lembrando de nós e continuo parabenizando pelos seus Blogs que é mesmo muito bom de visitar. Adoro o que escrevem.

Defesa


Do mesmo jeito que intimo, agora estou aqui para defender meu putinho...rs
A brincadeira de intimar achei que fosse necessário, já que estamos com muitos problemas com tempo. Agora pior do que antes, quase não conseguimos ficar só, sempre acontece algo, quando um ou outro não pode.
Fiquei um pouco triste porque estava com muitas saudades do meu puto, e vi tamanha dificuldade de estar ao seu lado. Ficamos umas duas vezes em quase dois meses e mesmo assim muito rápido isso acaba por me deixar irritada..rs
Agora eu como uma futura Advogada... Deixo minha tese de defesa para que a intimação não tenha mais valia e dizer que não tem espaço para concorrência, uma vez que o putinho descontou muito bem pelo fato de difamá-lo na net...rs” Eu que o diga, ficou caro heim”
Durante o dia de cabeça quente e doida para ele comer meu cuzinho, louca de vontade de fazer oral, com saudades dos tratamentos de puta, vagabunda, os puxões de cabelo e por ai vai...conversando comecei a beijá-lo no pescoço e dizer o quanto estava doida pra ficar com ele. Disse a mesma coisa e retribuiu o carinho. Logo de pau duro pediu para dar uma chupadinha (em post anterior mencionei como fico depois dessa chupadinha), eu prontamente atendi seu pedido, muito excitado falou “prepara que hoje como seu cuzinho de qualquer jeito”.
Depois do expediente arrumei uma desculpa, para não ficar apariscente e fomos ao motel...Humm finalmente sozinhos, chegando lá o putinho pediu um tempo para tomar um banho enquanto isso eu me preparava. Já na cama começamos a trocar carinhos e dizer aquelas coisinhas bonitinhas que mulher adora ouvir, mas não demorou muito para aumentar a dose da putaria e o clima ficar melhor do que estava, seu pau já encontrava do jeito que adoro admirar, bem excitado e muito gostoso comecei a chupar meu brinquedinho favorito...
Meu puto em seguida com as putarias no meu ouvido de que ia pagar tudo o que eu fiz as raivas, a intimação, às ameaças e mandou sentar no seu pau. Hora do morango do bolo... Não sei se já disse em algum post anterior o que é ”Morando do Bolo” é quando começa, a entradinha, como diz meu puto “que cuzinho apertadinho!” dá para sentir entrando bem devagar e rompendo tudo. Bom voltando à sentada show no seu pau, bem devagarinho. “ahhh que delícia” sentir entrando, eu adoro essa parte chego suspirar até que começou o pagamento. Estava doido para me comer de frango. Imediatamente mudou para esta posição foi quando gozei duas vezes e para mim é a melhor. Meteu bem forte, mas estava querendo isso mesmo não via a hora de acontecer era muita vontade e muito tempo que não sentia essa sensação gostosa que todos sabem o que é mesmo muito bom...Colocou–me de lado e não parava de meter queria mesmo acabar com sua putinha para nunca mais ficar falando pelos ares e colocar este post de intimação..rs, não muito satisfeito deitou por cima e judiando mesmo não parava, estava detonando com sua putinha quando gozei novamente e quase grito help...rs
Na hora não, mas depois fiquei pensando como o putinho é resistente, acho que por ele metíamos a noite toda tranqüilo...
Parou um pouco, também não podia estragar o brinquedo (agora falo do meu, o dele estava em perfeito estado).
Perguntou se agüentava mais, pois ia continuar me comendo (sem muita experiência no assunto e depois de judiar tanto da sua putinha tem que pergunta mesmo). Agora de quatro e eu lá, tem hora que não me conheço. O puto que fala engraçado, ninguém imagina que você é uma capetinha, com este rosto de anjinho...
Ops.!!! voltando o assunto: de quatro, ele com seu belo pau duro foi introduzindo para dentro do meu cuzinho, com as duas mãos segurou meu cabelo forte, e começou a xingar. Para falar a verdade eu nem sei explicar a sensação, isso é bom demais, eu gosto mais quando sou subestimada, o fato de puxa meu cabelo me deixa mesmo com muito tesão. Meteu por um tempo de quatro e voltou para a posição de frango desta vez acabou comigo, foi quando eu não agüentei mais estava maravilhoso e gozei de imediato ele goza, tenho a impressão que gozamos juntos... É mesmo gostoso o ver sentir aqueles espasmos e encher meu cuzinho.
Por fim deitamos abraçadinhos e voltamos ao ponto inicial com os carinhos e beijos que só vai aumentando minha admiração pela sua pessoa...
Meu puto arrasa, foi delirante esta vez que ficamos e de pernas bambas fui obrigada dizer que descontou tudo até o que eu não tinha feito... Defendo mesmo, e vi que não tem espaço para concorrência ele supri as minhas necessidades.
Ohhh depois dessa defesa... Mereço isso novamente, mas agora para agradecer que reconheci meu erro de falar demais. Te curto muito....

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Intimação


Acho bom degustar o morango logo tá....
Já ouviu aquele ditado?
Quem não dá assistência abre a concorrência...rsrs
Brincadeira com meu puto....